“Por amor a mim”, de Eric Many, vence Prémio Bissaya Barreto de Literatura para a Infância 2020
09.03.2020

À sétima edição do Prémio concorreram 181 obras, com a participação de 41 editoras e de quatro edições de autor.

A obra “Por amor a mim”, de Eric Many (texto e ilustração), publicada em 2019 pelas Edições Afrontamento, é a vencedora do prémio Bissaya Barreto de Literatura para a Infância, edição 2020.

De acordo com o júri, composto por Leonor Riscado, Rui Veloso e Lúcia Santos, presidente do júri em representação da Fundação Bissaya Barreto, a obra premiada é “um livro simples e sensível no conteúdo e na forma.” Ainda de acordo com o júri, “a espessura semântica do álbum resulta da perfeita articulação entre o texto, quase minimalista, e as imagens límpidas, atentas ao pormenor expressivo, permitindo diferentes leituras para diferentes leitores. A subtileza e a inteligência com que se abordam as emoções começam por cativar o leitor, intrigando-o e questionando-o de forma permanente”.

O júri congratula-se, também, com a elevada adesão de candidaturas, e com a crescente qualidade dos livros apresentados a concurso, “o que valoriza significativamente a iniciativa da Fundação Bissaya Barreto”. Nesta sétima edição do Prémio, concorreram 181 obras, com a participação de 41 editoras e de quatro edições de autor.

Eric Many nasceu em França, tornou-se Mestre em Literatura pela Universidade de Limoges (1998) e realizou o doutoramento em Ciências da Educação na Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto (2014) sobre a temática da migração e da identidade nacional. Atualmente vive e trabalha no Porto, onde é professor na Escola Superior de Educação, desde 1999. Tem desenvolvido projetos na área da música e da ilustração e é autor e ilustrador de livros de literatura infantil: “O caso do saco” (Edições Afrontamento, 2012); “Paulette et le collier en or” (Editions Kaléidoscope 2009); “A Rima do Romeu” (Edições Afrontamento, 2008); “Hipólito o filantropo” (Edições Afrontamento, 2007).

Com reconhecida intervenção e experiência no campo da educação de infância, a Fundação criou o Prémio Bissaya Barreto de Literatura para a Infância em 2008, com o duplo objetivo de contribuir para a valorização e promoção da literatura de qualidade destinada à infância e para a valorização da dimensão estética do livro. O prémio, no valor pecuniário global de 5.000,00€ (cinco mil euros) é atribuído, em conjunto, aos autores da obra selecionada (texto e ilustração). Nas edições anteriores, as obras premiadas foram: 2018 – “O cão que comia a chuva”, de Richard Zimler, ilustrada por Júlio Pomar, editada pela Porto Editora; 2016 – “Gato procurase”, de Ana Saldanha e Yara Kono, editada pela Caminho; 2014 – “Pequeno Livro das Coisas”, de João Pedro Mésseder e Rachel Caiano, editada pela Caminho; 2012 – “A Bicicleta que tinha bigodes” de Ondjaki, editada pela Caminho; 2010 – “O Cavalinho de Pau do Menino Jesus e Outros Contos de Natal” de Manuel António Pina e Inês do Carmo, editada pela Porto Editora; 2008 – “O Livro da Avó” de Luís Silva, pelas Edições Afrontamento.